Conferência Episcopal Latinoamericana convoca dia de oração pela Nicarágua para domingo e condena violência

Nos últimos dias, a violência contra cidadãos nicaraguenses e principalmente contra os cristãos se acirrou ainda mais sob as botas assassinas do governo comunista de Daniel Ortega. Os relatos são os mais pavorosos. Igrejas destruídas, bispos, sacerdotes, fiéis e comunidades inteiras têm sido atacados com fúria e ódio por militares e manifestantes do Regime. A situação é dramática e os sandinistas (revolucionários comunistas) não mostram sinais de recuo mesmo com a ampla exposição internacional e midiática.

O Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) convocou um dia de oração pela Nicarágua em todas as Igrejas da América Latina, marcado para o próximo domingo, 22 de julho de 2018. A convocação foi feita numa declaração emitida em 18 de Julho, em que os Bispos da América Latina e do Caribe expressou a sua “proximidade e solidariedade” com o povo nicaragüense e seus pastores “profetas de justiça” para a crise dramática e dolorosa social e político que atualmente é vivida lá.

Mensagem do Bispos

Os bispos da América Latina e do Caribe, como servidores do Evangelho de Jesus Cristo para a esperança do mundo, expressamos nossa proximidade e solidariedade com o povo nicaraguense e seus pastores profetas de justiça, à crise dramática e dolorosa social e política não viver agora “Eu vi como meu povo sofre”(Ex 3,7). Diante dessa grave situação, somos chamados a ser a voz dos sem voz, fazer valer os seus direitos, encontrar formas de diálogo e estabelecer a justiça ea paz “para que em Cristo, todos tenham vida” (cfr. Documento Aparecida 4) de uma maneira especial, aqueles que se sentem desconsolados com a morte e a violência. Encorajamos você a continuar sendo defensores dos direitos humanos e portadores de esperança.

“Não se deixe vencer pelo mal. Pelo contrário, vencer o mal com o bem” (Rm 12, 21). Também os convidamos a não fechar os ouvidos ao clamor e ao sofrimento de nossos povos e a continuar sendo os líderes corajosos por meio dos quais Deus se faz presente e guia a história de seu povo.

No próximo domingo, 22 de julho, é o nosso desejo e pedimos em todas as nossas celebrações, em todas as comunidades de todos os nossos países, uma oração especial para o povo da Nicarágua.

† Cartão. Rubén Salazar Gómez
† Juan Espinoza Jiménez
Arcebispo de Bogotá e primaz da Colômbia
Bispo Auxiliar de Morelia, México
Presidente do CELAM
Secretário Geral do CELAM

Comentários

Comentários