O megainvestidor George Soros, financiador de Hillary Clinton e conhecido por promover organizações progressistas da esquerda pelo mundo afora, perdeu quase US$ 1 bilhão em decorrência do rali nos mercados acionários americanos, que foi impulsionado pela vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais dos EUA.

Isso indica que existe uma guerra sendo encampada no mercado financeiro com um forte teor político envolvendo Trump e o projeto globalista da esquerda, do qual George Soros é o fiador. Portanto, esse é só o início do enfrentamento principalmente nos mercados americano e europeu

Contudo, enquanto uns perdem, outros ganham. Stanley Duckenmiller, que ajudou Soros a ganhar US$ 1 bilhão em apostas contra a libra esterlina em 1992, antecipou a recente ascensão do mercado e acumulou ganhos consideráveis, segundo pessoas próximas ao assunto. Esse movimento de altas perdas e ganhos demonstra o efeito Trump no mercado financeiro que está apenas se difundindo através das expectativas e incertezas de sua administração que vem abalando a Nova Ordem Mundial já nos primeiros dias.

Muitos analistas haviam previsto uma queda das ações após a eleição, mas, em vez disso, o Dow Jones subiu mais de 9%.

Fonte: Exame

Comentários

Comentários