Padre é degolado em atentado na França e um fiel fica ferido

PARIS – 26 jul, 2016 — Dois homens armados com facas degolaram um padre e deixaram uma pessoa ferida em uma igreja da Normandia nesta terça-feira, elevando as tensões na França após uma série de atentados jihadistas nos últimos 18 meses. De acordo com o Ministério do Interior, o ferido está em estado grave.

De acordo com relatos, os homens invadiram a igreja durante uma missa e mantiveram o sacerdote, duas freiras e outros dois reféns. Momentos depois, a polícia matou os dois autores do ataque na localidade normanda de Saint-Etienne-du-Rouvray, a 125 km de Paris.

Uma terceira freira conseguiu escapar e alertar as autoridades. Segundo o jornal “Le Parisien”, a dupla entrou à igreja pouco antes das dez pela porta dos fundos.

FRANCE-ATTACK-CHURCH-HOSTAGE
Fontes policiais citadas pelo “Le Figaro” informaram que um dos homens tinha barba e usava um chachia, um tipo de chapéu típico de muçulmanos.

O Vaticano condenou o “bárbaro assassinato” do sacerdote, que será investigado pelas autoridades de combate ao terrorismo da França.

“Estamos particularmente abalados por esta violência horrível ocorrida em uma igreja, um lugar sagrado no qual se anuncia o amor de Deus”, disse a Santa Sé em comunicado.

O presidente francês, François Hollande, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, estão a caminho de Saint-Etienne-du-Rouvray para serem informados sobre o incidente.

Esta tomada de reféns ocorre em um contexto de alta tensão na França, doze dias depois de um atentado em Nice reivindicado pelo Estado Islâmico que deixou 84 mortos.

PSX_20160801_125713

Fonte: O Globo

Comentários

Comentários

4 comentários sobre “Padre é degolado em atentado na França e um fiel fica ferido”

  1. Deus Eterno e todo poderoso, faça justiça ao sangue dos seus santos, proteja-nos desse projeto de Satanás que é o Estado Islâmico. Tem misericórdia de nós Jesus.

  2. Pingback: Cristãos mobilizam campanha nas redes sociais em memória do Pe. Jacques martirizado na França – Patrulha da Fé

Comentários estão fechados.