Crítica, Notícias

Canibalismo Moderno: você pode estar comendo os restos mortais de seres humanos

Você gosta de tomar aquele “Gatorade” quando você está pegando um solzinho na praia? Você gosta de tomar aquele copo gelado de “Pepsi” no almoço de domingo com a família reunida, ou comendo uma pipoca enquanto assiste o seu filme ou série preferida? Gosta também de comer uma aveia da marca “Quaker” misturada ao leite pela manhã? Pois saiba que a empresa Pepsico que é dona dessa família de produtos, e de tantos outros, tem testado uma nova experiência biotecnológica através de um contrato com a Senomyx, que adiciona aos seus produtos células-troncos de fetos abortados?

Acha absurdo e estranho? E está se perguntando com que objetivo isso é feito? Para dar mais sabor a sua comida, e alcançar o sabor mais natural e menos artificial dos alimentos. E os produtos com sabor de carne são os que mais tem sido alvo da experiência. Difícil acreditar, mas é a verdade. O nome mais clássico para isso é canibalismo, enquanto eles preferem chamá-lo de biotecnologia alimentícia.

Os grupos pró-vida americanos, como bem noticiou o Humanitatis, já se manifestaram publicamente contra a experiência em desenvolvimento e já se mobilizam para o boicote contra os produtos da empresa. O boicote tem a pretensão de manifestar a empresa o descontetamento de seus consumidores.

Como cristãos-católicos temos que nos aliar a iniciativa dos movimentos pró-vida, como um dever de consciência. Não podemos certamente compactuar com esse tipo de biotecnologia que desrespeita a vida humana, ferindo a sua dignidade, o seu valor. Não é um simples aproveitamento de células-troncos de fetos que já foram abortados, é uma concordância clara e explícita com a prática abortiva com fins biotecnológicos. Já não bastavam as pesquisas laboratorias da medicina que proporcionam práticas abortivas para o uso de células-troncos com intuito de encontrar por vários setores de pesquisas curas para enfermidades diversas. Agora essa, que coloca o ser humano como produto, e não qualquer produto, mas aquele que nós mesmos comemos.

Não nos esqueçamos, que não muito longe de nós, estamos apenas há algumas décadas daquelas insanidades nazistas que realizavam práticas semelhantes, sacrificando e usando vidas humanas para experimentos laboratoriais. O problema em si não está no fato de termos o uso de células-troncos, pois existe a pesquisa de células-troncos que não procedem dessa prática abortiva, mas de outros experimentos que respeitam a dignidade da pessoa humana. Na verdade, o maior problema, e daí falo de canibalismo num sentido que alterna entre o figurativo e o real, é que essas células-troncos são provenientes de fetos abortados.

A participação direta ou indireta do aborto, bem como a concordância com essa prática através de inciativas que se utilizam direta ou indiretamente dela, como seria o caso da Pepsico, são claramente condenadas pela doutrina da Igreja. Pois a Igreja defende o valor absoluto da vida humana, a sua dignidade, e promover circunstâncias concordantes ou desfavoráveis a dignidade humana é atentar contra a vida, e constitue uma gravidade moral.

Além da Pepsico, outras empresas como a Nestlé e a Solae estão se aliando a Senomyx para o mesmo tipo de experiência. E a concorrência começa a entrar na corrida em nome do aumento das vendas, dos lucros, pois não quererão ficar por baixo diante de tais novidades.

Seus produtos mais conhecidos são: PEPSI, Mountain Dew, Diet Pepsi, GATORADE, TROPICANA PURE PREMIUM, Aquafina, Sierra Mist, Mug, sucos Tropicana, Propel, SoBe, Slice, Dole, Tropicana Twister, Frappuccino e Tropicana Season’s Best (bebidas).  Batatas chips LAY’S,  RUFFLES, as tortillas DORITOS, TOSTITOS,  os salgadinhos sabor queijo CHEETOS, o salgadinho de milho FRITOS, os pretzels ROLD GOLD, os salgadinhos multigrãos SUNCHIPS e  as pipocas doces CRACKER JACK e todos os produtos da família “QUAKER”(comidas). Para conferir a história da empresa e as fusões dos grupos pertencetes a ela, e os seus respectivos produtos, é só acessar a página da Família Pepsico.

Certamente, não podemos ser indiferentes, precisamos divulgar isso às pessoas e promover o boicote a referida empresa. Ao final do post tem links de compartilhamento com Facebook, Twitter, Email, e outros, para facilitar o serviço de informação. É só clicar e compartilhar. Ajude na campanha de boicote e divulgue essa informação.

Por, Antonio Augusto da Silva Bezerra.

Comentários

Comentários

5 Comments

  1. miriam

    Que monstruosidade !!

  2. Camila

    Espero que você tenha provas de tudo isto, porque é uma denúncia muito séria a uma empresa muito preocupada com a Segurança Alimentar. Você está fazendo uma denúncia pública, envolvendo várias marcas reconhecidas pelo consumidor, e consumida por crianças. Terá que provar judicialmente toda esta denúncia.

    • Ora, ora, ora, não sei nem o que lhe responder. Todas as empresas são moralmente isentas por se dizerem preocupadas com a segurança alimentar? Ninguém está falando que o produto das referidas marcas estão contaminados, ou que comportem riscos ao seu consumo. Releia, por favor, cara Camila, e pense logicamente. Não estou falando de segurança alimentar pura e simplesmente, até porque esses alimentos me parecem muito confiáveis quanto a questão do consumo. Mas o assunto que está em pauta aqui é uma nova biotecnologia de produção que envolve pesquisa de células-troncos de fetos abortados. Logo, não estou questionando a qualidade do produto, pois até me parece que vão ficar bem mais saborosos e gostosos os alimentos dessas marcas. Nem tampouco ponho em pauta os riscos de consumo, o que quer dizer que não se trata aqui de segurança alimentar. Porém o problema aqui suscitado é a ética e a práxis moral dessa nova biotecnologia, que contraria muito de seus consumidores, inclusive eu, que costumava até então consumir produtos da Quacker e os deliciosos biscoitos da Elma Chips e Rufles. Perdoe-me, talvez você não tenha acessado os links que disponibilizei sobre as minhas fontes. Certamente, algumas páginas estão em inglês, se entender bem a língua poderá desfrutar das informações dessas várias fontes. A equipe do blog está sempre aberta a críticas, porém pedimos que ao comentar observem logicamente o conteúdo para não haver preciptações do tipo. Agradeço o acesso. Volte sempre.

  3. Senhora Camila,

    as denúncias são muito sérias mesmo. Mas temos provas, sim. Aqui estão elas:

    1. http://www.lifenews.com/2011/03/29/company-uses-fetal-cells-from-abortions-for-artificial-flavors/

    2. http://www.lifenews.com/2011/03/31/companies-stop-using-abortion-cells-to-test-artificial-flavors/

    3. http://www.lifenews.com/2011/03/29/company

    4. http://www.lifenews.com/2011/05/25/pro-life-groups-boycott-pepsi-for-using-aborted-fetal-cell-lines/

    5. http://www.lifenews.com/2011/05/30/pepsi-ignores-criticism-on-use-of-aborted-cells-in-research/

    Além de outras informações, que também virão a público, na hora certa. A senhora só não se esqueça de que se o Supplementum Fidei sair do ar, outros blogs continuarão a divulgar o que essas empresas fazem com a biotecnologia. Aliás, não deixe de citar também o nosso blog (www.humanitatis.net), onde se prova que o presidente da Senomyx é também quem mais investe na pesquisa com células-tronco embrionárias. E qual o resultado dessas pesquisas? Fetos abortados!

    Ah, e não esqueça de processar também esses blogs, que denunciam esta barbárie:

    http://www.laesferadigital.com/component/option,com_jb2/PostID,269/lang,es/view,post/

    http://desdelaazoteas.blogspot.com/2011/05/grupos-pro-vida-piden-boicot-encontra.html

    http://www.adf.org.br/home/2011/04/impressionante-descoberta-esta-empresa-esta-usando-na-comida-celulas-de-bebes-abortados/

    http://www.godlikeproductions.com/forum1/message1508010/pg1

    http://www.catholicchapterhouse.com/blog/2011/06/01/pepsico-senomyx-and-aborted-fetal-cells/

    Ao invés de preocupar-se com a boa fama da empresa, seja lá qual for a ligação que tem com ela, a senhora deveria é averiguar se estão ou não estão utilizando células de fetos humanos em pesquisas da Senomyx, a mando da Pepsico.

  4. Senhora Camila,

    antes de fazer a instrução contra o Supplementum Fidei e o Humanitatis, não deixe de ler o artigo:

    Pesquisa com Células-tronco Embrionárias e Pepsico: o que há em comum? – http://humanitatis.net/?p=4213

    Aí a senhora confere se Paul A. Grayson é ainda CEO da Senomyx e se ele participou das pesquisas com células-tronco embrionárias em 2009, como se pode ver no site: http://www.terrapinn.com/2009/stemcellsusa/SPK-mr-paul-GRAYSON.stm.

    Responda-me, senhora Camila, para quê a maior autoridade de uma empresa que presta serviço milionário a conglomerados alimentícios vai a reuniões de células-tronco? Que relação há entre comida e células-tronco embrionárias?

Comments are Closed

Theme by Anders Norén

.....

Em breve teremos novidades em nosso canal. Estamos integrando nossas mídias e aprimorando nossos serviços para o apostolado virtual. Inscreva-se clicando na foto do canal e fique por dentro.